U.Mode

Alocação de estoques e recursos: o que é? Saiba mais sobre o tema!

Um sistema de gestão bem executado inclui, entre outros pontos, uma estocagem de produtos bem feita. Por isso, saber como alocar recursos do jeito certo é fundamental para evitar gastos desnecessários ou, inclusive, perda de produtos. A alocação deve, portanto, ser feita com muito cuidado e técnica. Para saber o que é alocação de recursos e seus desdobramentos, confira nosso post.

Tudo o que você precisa saber sobre alocação de recursos | Foto: Freepik

O que quer dizer alocar?

Quando falamos em alocar, falamos em um plano a ser elaborado por uma empresa com o objetivo de distribuir ferramentas para efetuar o projeto. São ações de curto prazo com duração igual a uma tarefa. Há casos que podem dizer a forma como um negócio utiliza as tecnologias e o orçamento disponível em caixa.

No mais, alocar recursos é colocar algo, antes em um local, em um lugar, de forma sequencial, visando uma melhor fluidez do projeto. A alocação demanda experiência, estudo e análises profundas, para evitar erros em contas, sobrecargas, atraso de tarefas e outros problemas.

O que é alocação de recursos?

A alocação de recursos é a contratação de uma empresa ou profissional que realiza certas funções, como a execução de um projeto. O contratado, então, atua conforme as necessidades que surgirem. Trata-se de uma gestão profissional exclusiva. São considerados recursos, a saber: pessoas, insumos ou equipamentos. Com isso em mente, é preciso sabedoria para aproveitá-los da melhor forma, de preferência, seguindo a linha de “fazer mais com menos”.

Por que fazer alocação de estoques e recursos?

Na modalidade, os custos para manter lojas físicas dão lugar à experiência de compra com foco no cliente. Afinal, basta apenas alguns segundos para o consumidor se distrair em meio a um mundo de opções on-line. É necessário ter equilíbrio entre custos e receitas, o que vale para todos os meios. Assim, a quantia investida ao alocar recursos deve ser cautelosa.

Nesse aspecto, a alocação de estoque diz respeito às diretrizes da maneira pela qual o estoque deve ser distribuído ao longo da cadeia de suprimentos. Assim, alocar recursos ajuda a centralizar canais de uma determinada rede, prevenindo falhas e otimizando resultados.

Em uma rede complexa de varejo (muitas lojas, depósitos e canais de venda), a alocação de estoques e recursos deve ser implementada em toda a empresa. Afinal, esse procedimento aparentemente simples é capaz de influenciar a taxa geral de vendas e gastos.

Nesse âmbito, acima de tudo, uma boa estratégia de alocação visa atingir um ótimo desempenho futuro do negócio. Somado a isso, há outros benefícios: RH mais ágil, foca em atividades essenciais na empresa; otimização do planejamento para novos recursos (mais barato) e complementação da equipe (com profissionais terceirizados).

Alocação de estoque | Foto: Freepik

Alocação de estoques e recursos: vantagens

Primeiro, vale destacar que a estratégia de alocação de estoque precisa estar alinhada à geral de negócios. Caso contrário, alguns problemas podem ser observados, como prateleiras vazias, corredores desorganizados, excesso de estoque, congestionamento de canais on-line, alta incidência de remarcação e faltas. Quando a alocação em vendas é mal feita, isso pode impactar fortemente a empresa e provocar perda de vendas. 

Diante disso, em contrapartida, são inúmeras as vantagens: maior disponibilidade, máximo de vendas realizadas, plena satisfação do cliente, entre outras.

Alocação de estoques e recursos na prática

A alocação pode ser feita de modo que cada item seja alocado manualmente. Ou, ainda, é possível realizá-la automaticamente direto do estoque. Este caso acontece quando um pedido de vendas é efetuado ou há algum tipo de movimentação. As configurações entram na gestão de estoque por meio de registros de vendas. É importante frisar que, caso não haja recebimentos suficientes para compensar as saídas, não acontece a alocação.

Além disso, se a alocação do tipo automática estiver ativa, o sistema aloca, de modo automático, os pedidos aos itens retidos no estoque. Por outro lado, se as alocações manuais encontram-se ativas, o formulário de alocação permite um processo de alocação.

Alocação de estoques e recursos: dicas

Projeto

Examine bem o escopo do projeto. Assim, você determina o que fazer em cada um dos estágios da alocação, considerando o tamanho e o prazo de cada projeto. Nessa lógica, escolha a metodologia mais adequada para execução e planeje as ações conforme o cronograma que você elaborou.

Recursos

Tenha um olhar analítico para identificar o que você tem ao seu dispor. Um bom gestor de TI deve saber exatamente com quais recursos (tecnologias, pessoas, insumos) pode contar. O ideal é fazer uma lista, descrevendo o que você tem e como alocar cada coisa.

Monitoramento

As ferramentas estão no mercado para ajudar o gestor de TI a alocar recursos de maneira otimizada. Ele administra melhor os recursos à disposição. Nessa conjuntura, recomenda-se investir em programas de gestão de projetos, de preferência on-line. Ainda, você precisa contar com dados atualizados dos recursos.

Rotina

Esse é o segredo para tudo funcionar bem. Com uma rotina bem determinada, o planejamento, a execução e o monitoramento fluem direito. Separe intervalos pontuais para verificar os recursos e use as ferramentas para monitorar o progresso.

Produtividade

Não basta fazer uma excelente alocação e achar que será o suficiente. Dê importância à sua equipe, estimulando-a. Isso vai aumentar a produtividade do seu time.

Estoque consignado | Foto: google

O que é um estoque consignado?

A alocação também pode ser inserida em um contexto de estoque consignado. Estoques consignados são produtos finalizados em posse de clientes ou distribuidores (como uma loja multimarca) por um tempo. No entanto, conforme acordo, o fabricante permanece como proprietário do estoque.

Em outros termos, uma rede de varejo (marca de roupas) pode apresentar, além de suas lojas, outros meios de escoar produtos, como lojas multimarca. Faz-se, logo, uma venda consignada, em que a loja multimarca tem posse momentânea dos produtos do seu estoque, tentando vendê-los. Se não consegue fechar vendas, os produtos não vendidos são devolvidos ao proprietário.

Umode

Gostou de aprender sobre alocação de estoques e recursos? Agora que você já sabe o que é alocação de recursos, você pode se interessar por outros temas afins. Assim, conheça a U.Mode, plataforma altamente especializada para ajudar estilistas, gerentes de produtos, proprietário, sócio, diretor, assistente de estilo, marcas e fornecedores de moda. A empresa oferece suporte ao processo de desenvolvimento de coleções de moda. Nosso objetivo é, por meio da agilidade e organização, tornar mais fácil a vida das equipes de criação. Clique aqui para entrar em contato e saber mais sobre a U.Mode! Leve, agora mesmo, as suas coleções a um outro patamar.

Entre em contato, clicando aqui, e tire todas as suas dúvidas com a gente!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: