U.Mode

Open to Buy – OTB: o que é e como funciona o planejamento de compras?

O plano de compras é uma etapa essencial para a estratégia de uma empresa, assim, o Open to Buy (OTB) pode ser uma solução para melhorar e organizar esse planejamento. O objetivo dessa estratégia é que as empresas possuam o estoque ideal de seus produtos, permitindo decisões mais assertivas e ágeis para suas vendas.

Veja aqui: open to buy definition | Foto: Freepik

Dito isso, saiba o que é o Open to Buy significado, como realizar e aplicar em sua empresa, encaixando-o com seu próprio plano de vendas.

O que é Open to Buy?

O Open to Buy (OTB) é um plano de compras que tem por objetivo gerir os estoques de uma empresa, garantindo que ela tenha o volume ideal de produtos, sem que haja excesso ou falta. Além disso, essa estratégia permite que o vendedor possua receitas extras disponíveis para compras especiais, que irão aumentar a margem inicial de lucros. 

Outro ponto é o aumento da margem bruta e dos lucros. O OTB não impede uma empresa de comprar, mas sim apresenta os melhores valores de compra, garantindo a funcionalidade desse sistema sem perdas ou exageros. 

Assim, tenha em mente que trabalhar com o Open to Buy não significa garantia de sucesso de vendas, ele é apenas uma maneira eficiente de cuidar dos estoques de uma empresa e maximizar o retorno do capital de investimentos.

Plano de Compras conceito

Prever a necessidade de abastecimento de um armazém, levando em consideração o fluxo de compras de uma empresa, é um passo muito importante, que durante muito tempo foi visto como uma etapa burocrática das vendas. Na última década, contudo, as empresas compreenderam que organizar suas necessidades e se preparar para os próximos períodos pode ser benéfico.

Além disso, a previsibilidade permite um controle do dinheiro que está em caixa, além de oferecer mais tempo para pesquisar os melhores preços e meios de pagamento que existem no mercado.

Sendo assim, é possível afirmar que o plano de compras é um processo estratégico criado para gerenciar compras, gastos e armazenamento de produtos de empresas.

 Saiba o que é plano de compras conceito | Foto: Freepik

OTB

O que é o OTB?

OTB, sigla para Open to Buy, significado de aberto para compras, é um plano de compras que tem por objetivo garantir uma relação perfeita entre a oferta e demanda de produtos. Ou seja, com esse método, a empresa garante um estoque ideal para atender a todos os seus clientes e aumentar a margem inicial. Para que isso ocorra, é realizado um cruzamento de informações, uma relação entre os dados relacionados às vendas atuais e às futuras com o nível de estoque.

Após organizar os dados obtidos em relação ao nível de estoque e as vendas realizadas no mês, é possível determinar um plano de compras para determinado período ou reavaliar ações que foram executadas pela empresa.

Como fazer o OTB?

O Open to Buy é um plano de compras que empresas utilizam para organizar a quantidade de produtos existentes em seus estoques em relação ao seu número de vendas, pois um bom controle de estoque é fundamental para garantir um nível adequado de mercadorias.

O excesso de produtos em estoque durante determinados períodos pode diminuir o fluxo de caixa e/ou reduzir os lucros com descontos. Porém, um baixo estoque provoca a queda nas vendas, impedindo o lucro potencial da empresa.

A estratégia OTB é calculada em unidades ou dinheiro. Nesse caso, o indicado é utilizar o melhor método para suas necessidades, pois há variações significativas nos custos entre os produtos. O Open to Buy é, essencialmente, a diferença entre quanto o estoque é necessário e quanto está realmente disponível, incluindo o estoque físico e o estoque em trânsito, além de qualquer pedido pendente.

Fórmula OTM

Para aplicar esse método de compras, é preciso utilizar a fórmula OTB, que é: Vendas planejadas + markdowns planejados (para o caso de análise por dinheiro) + produtos em trânsito (para o caso de análise por quantidade) + inventário de fim de mês planejado – início planejado do inventário do mês = Open to Buy.

Um exemplo prático do OTB, para se compreender melhor como é possível aplicá-lo em sua empresa, é o seguinte: um varejista tem um nível de inventário de 155.000 unidades no dia 1º de julho e planeja um estoque de 150.000 unidades no final do mês, 31 de julho. As vendas planejadas para a loja são de 47.000 unidades, com 6.000 unidades que estão em trânsito, sendo assim, o varejista tem necessidade de 36.000 unidades no Open To Buy de seu varejo.

Antes do OTB, confira seus números e veja se são realistas, ou seja, se representam os gastos e lucros de sua empresa com fidelidade.

Quais os benefícios do Open to Buy?

O Open To Buy tem, como principal benefício, a alta na qualidade de compras de uma empresa, o que reflete em seus estoques e, consequentemente, em seus lucros. Esse método assegura estoques mais assertivos, diminui o excesso de remarcações de preços e reduz gastos, ao melhorar o giro das mercadorias.

Um estoque mais previsível gera vendas e reduz gastos desnecessários, além de garantir que não haja vendas canceladas pela falta de mercadoria. Outro ponto é que o OTB é capaz de estimar antecipadamente o custo necessário a ser investido em seu estoque, com uma previsibilidade de até um ano. Com restrições no recebimento de novas mercadorias antes do esperado, ou que não sejam suficientes para a demanda de determinado período, ele previne erros de logística.

O OTB garante o controle de estoque e nível adequado de mercadorias disponíveis para a necessidade de vendas. Com ele, o varejista tem a certeza de estocar a quantidade certa de produtos corretos, no momento ideal.Vale reforçar que os resultados de um planejamento Open to Buy ruim podem ser danosos e causar desequilíbrios no estoque. Por isso, é fundamental analisar os dados corretamente para evitar erros e, se preciso, contratar empresas especializadas que irão ajudar a organizar seu plano de compras.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: