U.Mode

estilista moda

Mundo da moda: o que é ser estilista?

Profissão criativa e desafiadora desperta paixão e curiosidade. Entenda a realidade deste profissional

Mitos e verdades sobre o mundo do estilista. | Foto: Reprodução.

Estilista. O profissional que cuida da aparência, está ligado a todas as tendências da moda e do mundo fashion, além de desenhar super bem. Mas será que é só isso?

Ser estilista é estar atento ao comportamento social, observando a economia, política, música e a arte, pois a moda nasce disso. Imaginar as coleções e colocá-las no papel é o desafio do estilista, por isso a criatividade e a habilidade para desenhar são os principais requisitos para ser um bom profissional. Esse especialista exerce grande influência na maneira como as pessoas se vestem, por isso precisa ter uma visão global de mundo e conhecimentos em cultura, modelagem, desenho e sociologia.

O que muita gente acha é que o estilista vive sempre da mesma coisa, na mesma rotina. E na verdade é totalmente o oposto. Partindo da ideia de que todo mundo pensa diferente e tem gostos diferentes, o profissional que trabalha com moda enfrenta personalidades diferenciadas em sua jornada profissional, e é de grande importância saber trabalhar com todas essas pessoas. Ter uma boa ideia para cada cliente, usar a criatividade todos os dias. Dá pra imaginar que a vida desse sujeito não é nada parada né?! Pensando nisso, confira agora alguns mitos e verdades sobre o mundo do estilista:

Para ser estilista, tem que saber desenhar?

Apesar de parecer uma resposta óbvia, é um mito. Saber desenhar está entre as tarefas principais do estilista, mas não só a prática leva à perfeição, como existem pessoas que começam um curso de Moda e não entendem nada sobre desenho e isso não é o fim do mundo, pois os professores estarão dispostos a ensinar e o aluno a aprender. É claro que se você tiver alguma noção sobre desenho vai te ajudar bastante, mas a falta de habilidade não chega a ser um impedimento.

Moda é só luxo?

Mito. O mundo fashion apesar de ser badalado e cheio de brilho, não se baseia só no luxo. Existem muitos relatos de trabalho escravo e a desvalorização. Imagina o trabalho que é para fazer uma simples calça? Muita gente reclama dos preços e acaba não comprando. Fora que hoje em dia, existem muitos trabalhos feitos do simples e que virou moda, como por exemplo a moda sustentável que em 2018 ficou bastante conhecida. Luxo na moda é a excelência!

A faculdade de moda é cara?

Mito. Há ofertas variadas de cursos, alguns com a mensalidade mais alta, é verdade, mas há graduações com valor bem acessível. Existem faculdades públicas que oferecem a graduação de forma gratuita, mas nas particulares os valores costumam variar entre R$ 800 até R$ 3.000.  Vale notar que a faculdade de moda não forma apenas estilistas, e o curso vai muito além da costura e do desenho.

Para ser estilista precisa usar a tecnologia a favor?

Verdade.  Assim como na tecnologia, a moda está em crescente evolução. Essas duas áreas podem parecer distantes umas das outras, mas na verdade andam juntas. Por isso, quem trabalha com confecção de roupas, independentemente de qual etapa do processo, deve acompanhar as inovações e as novidades em técnicas, em produtos e em consumo. De forma a apoiar a sustentabilidade, uma tendência que tem ganhado força é a das roupas virtuais, peças que podem ser manipuladas apenas digitalmente em softwares 3D.

Fashion PLM é importante?

Verdade. Product Lifecycle Management, traduzido para o português como Gestão do Ciclo de Vida do Produto e mais conhecido pela abreviatura PLM, é utilizado em diversos setores da indústria e foi integrado ao mercado da moda a partir da década de 1990. Como o próprio nome já diz, o mercado de roupas e acessórios passou a atentar-se mais a todo o processo de desenvolvimento do produto e gestão da coleção de moda como forma de otimizar o fluxo de informações e procedimentos provenientes da ficha técnica de moda de cada coleção e temporada. O público passou a exigir que as marcas entregassem algo além de vitrines bonitas como um propósito maior, seja ambiental ou de praticidade, e nesse sentido o sistema PLM é uma ótima opção porque une todas as fases da cadeia produtiva de uma peça de roupa, até chegar ao cliente.

Mas vem cá, você que é estilista já conhece a U.Mode, plataforma de fashion PLM 100% brasileira? O app da U.Mode é a solução perfeita para digitalizar o desenvolvimento de coleções de moda. Suas funcionalidades são: Gestão de Tarefas e Prazos, Total Green, Ficha Técnica Padronizada, Mapa de Coleção Automatizado e Análise de Preço e Promoção. Ficou curioso? Acesse o site e agende já sua demonstração!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: