U.Mode

Qual a relação do Outubro Rosa com a indústria têxtil?

Originalmente criado nos Estados Unidos, o movimento Outubro Rosa é internacionalmente conhecido e celebrado durante todo o mês de outubro visando a conscientização e prevenção sobre o câncer de mama. Atualmente, a moda tem um grande papel na campanha, e a indústria têxtil está muito envolvida no processo.

Majoritariamente desenvolvido pelas mulheres, apesar de também possível de acometer homens, o câncer de mama pode apresentar resultados de tratamento promissores se diagnosticado cedo, e foi para incentivar esse acompanhamento que surgiu o Outubro Rosa. Eventos nos anos 90, como a Komen Race for the Cure, foram os primeiros a distribuir laços cor de rosa como forma de divulgação da causa, mesmo sem estar consolidada. Atualmente, ele ganha cada vez mais força, e é comum observar até mesmo vários monumentos famosos iluminados em tons de rosa durante todo o mês em homenagem ao movimento.

A Moda no Outubro Rosa

Muitos segmentos como saúde, comércio, esportes e moda engajaram-se nessa campanha. Desfiles com sobreviventes do câncer de mama tornaram-se um meio de conscientização, nos quais modelos apresentam-se com roupas e acessórios de cor rosa. Com um ar mais maduro e menos “juvenilizado” da cor, uma coleção de moda em tonalidades de rosa tende a ganhar força durante esse período, tanto em vista do engajamento de marcas em participar dessa divulgação, quanto pela própria busca dos clientes por roupas nesses tons, para demonstrar apoio à causa.

A moda está diretamente ligada à visibilidade e identidade visual do movimento por meio desses produtos, além da promoção de ações beneficentes e doações que convertem apoio ao fortalecimento de campanhas de diagnóstico gratuito e tratamento de pacientes acometidos pela doença.

Como exemplo de marca presente no mundo da moda que já se engaja com o Outubro Rosa pode ser citada a Topper, de artigos esportivos com enfoque em futebol. Como uma forma de difundir a campanha, ela lançou em 2018 uma coleção de camisetas com tecnologia DryCool, com design especialmente alusivo ao movimento de conscientização sobre o câncer de mama. Onze clubes patrocinados pelo nome contaram com camisetas dessa coleção como parte de seus uniformes.

Outra ocasião que exemplifica a direta relação desse mês com a moda é a iniciativa já feita pelas lojas de Tufi Duek, empresário e estilista carioca. Também em 2018, a marca realizou a confecção de um body em tons rosados com uma estampa referenciando o movimento e o empoderamento feminino nessa luta, especialmente para ser vendido durante o Outubro Rosa.

A estampa foi fruto do trabalho da vencedora de um concurso promovido para estudantes de moda da Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, e toda a renda obtida com a venda da peça foi convertida como doação para a Unaccam, a organização de União e Apoio no Combate ao Câncer de Mama.

E você, já sabia sobre essa relação entre indústria têxtil, Outubro Rosa, e a influência que uma coleção de moda pode exercer? Confira as outras matérias do blog da U.Mode para mais informações relacionadas ao universo fashion!

Deixe uma resposta